Blog

12 perguntas e respostas sobre o sistema de pagamento Pix

No mundo das finanças, a cada dia uma nova ideia surge, novas possibilidades são consideradas e assim, soluções inéditas são apresentadas. Uma prova disso é o novo Sistema Pix, criado pelo Banco Central como mais uma opção de fazer transferência digital.

Provavelmente você já está acostumado com os sistemas TED ou DOC, no entanto, o Pix entra com uma nova forma de fechar uma transação, seja para pagamento ou envio de dinheiro.

Ficou confuso? Calma, pois nós da GETCard preparamos um conteúdo completo com as perguntas frequentes feitas pelos usuários de bancos e de outras instituições brasileiras. Vamos lá!

1. O que é o Sistema Pix?

O Sistema Pix é o novo meio de pagamento instantâneo criado pelo Banco Central. Por meio dele, é possível que pessoas e empresas transfiram valores e realizem pagamentos em questões de segundos. O objetivo da sua criação é otimizar os pagamentos, diminuir os custos e aumentar a competitividade dos serviços relacionados às finanças.

2. Quais são os benefícios de se utilizar o Pix?

Diferente da TED e do DOC que necessitam respeitar os limites de horário bancário, além dos finais de semana e feriado, o PIX é uma ferramenta que nos possibilita fazer pagamentos 24 horas por dia e 7 dias por semana. E tem mais:

Esqueça nome do banco, titular da conta, número da conta e agência, CPF ou CNPJ . Chega de ficar perdendo tempo tendo que incluir uma série de informações e dados para fazer um pagamento, com a chave PIX é possível fazer transações em tempo real, sem a intervenção de intermediários, além de otimizar o pagamento de compras e contas e substituir meios de pagamento menos práticos.

Além disso, talvez o grande benefício do Pix esteja no fato da transação poder ser feita em menos de 10 segundos e de forma totalmente gratuita tanto para pessoas físicas quanto para microempreendedores individuais (MEIs).

3. Afinal, o que são as chaves Pix?

As chaves Pix consistem na identificação do indivíduo que utiliza o sistema para a transferência bancária. E sabe o que é melhor? É você quem define qual será a sua chave PIX, seja ela o número do seu celular, seu e-mail, CPF/CNPJ ou quem sabe uma chave totalmente aleatória.

Nesse último caso, a chave tem a mesma funcionalidade de um login, resumindo, é um agrupamento de números, letras e símbolos criados de forma aleatória, identificando a conta do destino de recursos. É importante que você saiba ainda que clientes pessoas físicas podem ter até 5 chaves Pix, já clientes pessoas jurídicas podem definir até 20 chaves Pix.

4. Como funciona na prática o Pix?

Sistema Pix funciona da mesma maneira que você já utiliza as demais opções de ações existentes no aplicativo do seu celular. Para utilizá-lo, basta clicar no seu ícone e, assim, realizar a operação desejada.

No entanto, para conseguir usar o Pix é necessário fazer o seu cadastro, criando uma chave Pix, que será o seu endereço da conta. Para ter essa chave, o indivíduo ou empresa precisa optar por uma das 4 maneiras de identificação, como vimos acima.

A primeira delas, é pelo CPF ou CNPJ, além disso, existem as formas pelo e-mail, número do celular ou a chave aleatória, que ajuda a receber um Pix sem a necessidade de apresentar dados pessoais.

5. Como usar o Pix?

Depois que você cadastrou a sua chave Pix, ele aparecerá no aplicativo como uma das formas de concluir a sua transação, geralmente localizada ao lado da TED ou DOC. Assim, você precisará apenas escolher o Pix para que a ação seja realizada por meio dele.

Uma das suas vantagens é que empresas também podem oferecer o Pix como uma das maneiras dos clientes fazerem o pagamento usando um link ou um QR Code. Assim, no momento de fechar a compra, você pode escolher o Pix no app e capturar a imagem do código. Fácil, não acha?

6. Com quem pode ser feito um Pix

Segundo o Banco Central, o Pix pode ser feito para transferências e pagamentos entre P2P, ou seja, de pessoa para pessoa, além disso, entre pessoas e estabelecimentos comerciais, incluindo o eletrônico.

O Pix também pode ser feito entre B2B (entre estabelecimentos) e para transferências que envolvam entes governamentais, neste caso, pagamentos de taxas e impostos.

7. Existe algum limite para transferência no Pix?

Bem, isso depende muito da política de limites de concessão e segurança da instituição financeira. Nesse sentido, o limite pode se caracterizar por um limite diário, um limite por transação, um limite semanal ou mensal. Para saber exatamente qual é o seu limite é necessário entrar em contato com o gerente de conta do seu banco e perguntar sobre quais são os limites que compreendem o Pix.

8. O Pix é seguro?

O Sistema Pix é muito seguro, pois ele conta com um robusto mecanismo e medidas para garantir que seus dados durante o momento de pagamentos e transações estejam protegidos.

No entanto, é importante que você esteja atento a possíveis tentativas de golpe, tendo em vista que para utilizar o Pìx pela primeira vez, a instituição financeira enviará um código SMS para o número do celular que você usou para se cadastrar. Assim, você informará esse código para conseguir utilizá-lo.

Por isso, atente-se com mensagens vindas de números e e-mails desconhecidos, pois os bancos ou outras instituições financeiras só entrarão em contato com você nos canais de comunicação já existentes.

É preciso ter bastante cuidado quanto às tentativas de fraudes, tendo em vista que alguns aproveitadores podem utilizar o momento de que as pessoas ainda não tem total conhecimento sobre essa funcionalidade e, assim, realizar uma ação para roubar seus dados.

9. Quem tem acesso a minha chave Pix, tem acesso ao meu dinheiro?

Essa pergunta é muito importante, considerando que muitas pessoas tem receio de que o meio de pagamento em questão seja propenso a roubos bancários. O ponto é que quando passamos a nossa chave Pix para um terceiro, o máximo que o indivíduo será capaz de fazer é uma transferência bancária para a sua conta.

Demais transações necessitam de uma série de dados pessoais. Em outras palavras, é impossível a realização de outras transações em seu nome sem acesso ao seu telefone, aos seus dados bancários e a sua senha.

10. O Pix serve para fazer pagamento de boletos?

Infelizmente não. Boletos possuem códigos de barra e o Pix faz apenas leitura de QR Code. Aqui é importante frisar que o pagamento por QR Code deve ser realizado sempre pelo aplicativo do banco, o que é essencial para a nossa segurança financeira e até mesmo pessoal.

11. E se a chave Pix já estiver sido cadastrada por outra pessoa?

Quando a sua chave Pix apresentar um cadastro diferente do seu, você pode entrar com um processo de reinvindicação de posse de chave. Este movimento consiste em um procedimento administrativo e requer que você entre em contato com a instituição bancária, alegando que a chave que você escolheu já está sendo utilizada por outro usuário.

Nesse caso, o banco abrirá um processo de análise e em até 7 dias te dará um retorno. Aqui você terá que apresentar provas de que a chave reivindicada realmente é sua, conforme as diretrizes do próprio banco.

12. O Pix realmente é gratuito?

As transações pelo Pix são gratuitas apenas para pessoas físicas. No entanto, precisamos considerar duas exceções à regra. Se você tiver a possibilidade de fazer qualquer transação pelo Pix no seu celular ou através do site do banco, mas preferir realizá-la pessoalmente na agência ou pelo atendimento ao telefone, as transações serão tarifadas.

Outra situação é quando você utiliza o serviço Pix para atividades comerciais, como uma venda. Neste caso, corre-se o risco de tarifação. Quanto ao que se refere as pessoas jurídicas, no geral, são tarifadas, exceto em caso de microempreendedores e as Empresas Individuais de Responsabilidade Limitada, que são equiparadas a pessoas jurídicas, portanto, livres de taxas.

Agora que você compreendeu como funciona o Pix, está pronto para adquirir mais essa funcionalidade de pagamento e transações para otimizar ainda mais o seu tempo no dia a dia.

Caso você tenha alguma dúvida, compartilhe conosco aqui nos comentários, além disso, envie este conteúdo para que outras pessoas também possam se informar com dados verdadeiros e seguros. Até o próximo post!

Posts relacionados

Previsão de vendas: o que você precisa saber

Previsão de vendas: o que você precisa saber

Você sabe o que é previsão de vendas? Ou melhor, você sabe como fazer o cálculo correto? Caso a resposta seja não, chegou a hora de entender de uma vez por todas o que são as previsões de vendas. De uma forma resumida, a previsão de vendas funciona como uma atividade relacionada ao controle de

Leia Mais »

Condições de pagamento: como oferecer maior variedade em seu negócio

Vender é sempre a principal solução para qualquer negócio. Mas essa solução, apesar de parecer simples, não é nada fácil. A ciência de vender é rica e cheia de nuances, especialmente quando falamos das condições de pagamento, que tocam justamente no ponto mais sensível dessa relação. Oferecer as melhores opções exige conhecimento e preparo. As

Leia Mais »
gateway

Gateway de pagamento: como e porque usar em seu e-commerce

A compra através de e-commerces aumentou em 73,88% no de 2020, confirmando de vez sua popularidade, comodidade e também o aumento na acessibilidade para compras em ambiente online, viabilizada por diferentes soluções que vêm transformando os hábitos de consumo do brasileiro, e o gateway de pagamento é uma das soluções mais importantes a otimizar esse

Leia Mais »