Blog

Como vender produtos pela internet: 5 dicas efetivas e seguras!

Vender um produto na internet nem sempre é uma tarefa fácil. Entre conseguir boas fotos do produto, escolher a plataforma de negociação e tomar as medidas necessárias para a segurança de seus dados, percebemos que o processo de venda e compra digital requer alguns cuidados.

É claro que essa modalidade de venda é uma ótima opção para aqueles que buscam a sua tão sonhada independência, sem que para isso precisem abrir uma loja física e passar por toda a burocracia para a oficialização do negócio. No entanto, a sua venda digital pode ser ainda mais efetiva e segura se você tiver as dicas certas. Confira as dicas preciosas que a GetCard separou para você.

1. Escolha o produto e fornecedores confiáveis

Essa dica pode parecer bem óbvia – e de fato é –, mas a escolha do produto a ser comercializado deve ser o seu primeiro passo estratégico. Estamos constantemente acostumados a ver negócios que não se desenvolvem devido a falta de precisão do nicho. Inclusive, você já deve ter tido contato com algumas lojas em que não se tem uma noção muito clara do produto em foco, devido a comercialização de uma vastidão de produtos.

Ter a clareza do que se quer é um passo muito importante para quem quer empreender e a melhor forma de escolher o seu produto é fazendo um estudo do mercado. Busque compreender os nichos e como se mostra a procura da mercadoria em questão, afinal, é preciso que você observe se terá público para negociação e, claro, se o produto em questão é capaz de te gerar lucro.

Aqui, ainda, você já pode delimitar se quer trabalhar com revenda ou com produção própria. Se optar por revender um produto é melhor estudar os melhores fornecedores do mercado, sempre levando em consideração o custo-benefício. Pedir indicações de fornecedores para amigos empreendedores é essencial para estabelecer relações mais confiáveis.

Agora, se a produção for sua mesmo, talvez seja o caso de pensar em maneiras de obter a matéria-prima da produção por um preço justo e, mesmo que a comercialize digitalmente, seria interessante ter um espaço para estocar o que for produzindo e evitar a perda de mercadoria.

produtos e fornecedores confiáveis

 

2. Prospecte o público-alvo e aposte na virtualidade

Prospectar o seu público-alvo é uma dica valiosa para aqueles que estão começando no mundo dos negócios digitais. Isso porque é preciso entender quais meios precisam ser mobilizados para que você os alcance. E aqui o meio digital é uma forma de derrubar barreiras e superar limites geográficos, afinal, o seu público-alvo não precisa estar tão perto, o que pode garantir a sua segurança física.

Sendo a internet uma facilitadora de relações interpessoais e comerciais, o seu produto pode chegar e impactar milhares de pessoas de todos os cantos do mundo, basta que você utilize as ferramentas necessárias. Considere ainda que as transações pelo meio digital podem ser ótimas para manter a sua confidencialidade, dada a virtualidade das negociações.

3. Escolha a plataforma de negociação

Toda negociação digital requer que você escolha uma ou mais plataformas de venda. Com uma pesquisa rápida no Google, você encontra diversas plataformas pagas em que pode anunciar os seus produtos por um preço simbólico, e a negociação passa a ser tarifada mediante o fechamento da venda.

Mercado Livre, OLX, Enjoei e Shopify são algumas dessas plataformas em que você pode negociar os seus produtos de forma segura, uma vez que todos os seus dados cadastrais ficam protegidos de eventuais roubos e fraudes pelo sistema de segurança do próprio site. Em contrapartida, temos outras opções de plataformas de vendas online com grande potencial, mas que nem sempre são exploradas.

Além de poder criar um site de vendas, você pode utilizar as redes sociais para anunciar os seus produtos, atingindo assim uma ampla diversidade de pessoas, considerando que o contato pode ser feito dentro de uma página do Instagram e Facebook ou até mesmo pelos grupos sociais separados por interesses comuns.

Para um bom vendedor, todas as redes sociais são possibilidades de negócio, inclusive o status do Whatsapp e as enquetes dos Instagram, que possuem forte potencial para construir laços mais fortes com o seu público, além de possibilitarem a compreensão dos gostos, necessidades e dores de seus clientes.

Mas, um ponto importante na hora da negociação pelas redes sociais é sempre estabelecer as relações comerciais em uma conta ou página nova, ou seja, totalmente distinta da pessoal, uma vez que a ela se integram todos os seus dados pessoais. Por isso, atente-se em fornecer apenas as informações necessárias para que a negociação seja possível.

4. Busque uma boa solução de pagamento

Não adianta ter o produto ideal, o público-alvo em foco e a melhor plataforma de vendas , se você não possui um bom meio de pagamento, não acha? Quando você utiliza plataformas de vendas online em que a transação é tarifada, as formas de pagamento já são pré-definidas, uma vez que a plataforma precisa taxar o valor recebido.

Agora, para aqueles que possuem um e-commerce, as soluções de pagamento são múltiplas. Você pode desde utilizar do pagamento instantâneo, o famoso Pix, até optar por soluções de pagamento mais focadas em sua modalidade de negócio, como o sistema eCommerce da GetCard, que permite maior segurança em suas transações, visto que a cada atividade suspeita, o sistema bloqueia a transação imediatamente evitando perdas e prejuízos. Tem como se manter mais protegido que isso?

 

5. Prefira o envio por correspondência do que a retirada em mãos

A retirada em mãos realmente é um meio mais prático de entrega do produto, mas certamente não é o mais seguro, considerando que você terá que encontrar pessoalmente com o comprador, a quem você muitas vezes você não conhece previamente. Dito isso, prefira sempre postar a mercadoria pelo correio a marcar encontros para a retirada em mãos.

Se os produtos que você vende forem grandes, considere ainda a contratação de uma transportadora para a efetivação da transação comercial. Agora, se não é viável o envio por esses canais e o encontro pessoal é necessário, busque marcar em espaços públicos que apresentem grande fluxo de pessoas. Se for possível garantir ainda mais a sua segurança, vá na companhia de alguém de confiança.

Com essas dicas GetCard você está mais do que pronto para vender os seus produtos online pela internet de maneira eficiente e segura. Esperamos que tenham gostado do post e que o conteúdo tenha sido útil para te blindar de eventuais furtos e roubos virtuais.

Se gostou do post e quer saber um pouco mais como manter as suas transações seguras, que tal acompanhar a nossa publicação sobre proteção de dados empresariais?! Nos vemos semana que vem, até a próxima!

Posts relacionados

Previsão de vendas: o que você precisa saber

Previsão de vendas: o que você precisa saber

Você sabe o que é previsão de vendas? Ou melhor, você sabe como fazer o cálculo correto? Caso a resposta seja não, chegou a hora de entender de uma vez por todas o que são as previsões de vendas. De uma forma resumida, a previsão de vendas funciona como uma atividade relacionada ao controle de

Leia Mais »

Condições de pagamento: como oferecer maior variedade em seu negócio

Vender é sempre a principal solução para qualquer negócio. Mas essa solução, apesar de parecer simples, não é nada fácil. A ciência de vender é rica e cheia de nuances, especialmente quando falamos das condições de pagamento, que tocam justamente no ponto mais sensível dessa relação. Oferecer as melhores opções exige conhecimento e preparo. As

Leia Mais »
gateway

Gateway de pagamento: como e porque usar em seu e-commerce

A compra através de e-commerces aumentou em 73,88% no de 2020, confirmando de vez sua popularidade, comodidade e também o aumento na acessibilidade para compras em ambiente online, viabilizada por diferentes soluções que vêm transformando os hábitos de consumo do brasileiro, e o gateway de pagamento é uma das soluções mais importantes a otimizar esse

Leia Mais »